quinta-feira, 3 de julho de 2014

UNIDADE I - CRIAÇÃO DIVINA “CORPO DÁDIVA DIVINA ALEGRIA DE VIVER




ALEGRIA DE VIVER
Não devemos ser mal humorados e carrancudos , pois assim os amiguinhos irão se afastando de nós e as doenças irão se aproximando , devemos ser alegres e bem humorados , pois a alegria também  traz saúde e muitos amigos .
 ATIVIDADE 
Colocar as crianças deitados no papel pardo  e desenhar o perfil delas e dar para desenharem a boca sorrindo  os olhos ,os pés colem lã nos cabelos e coloquem roupa no molde com retalhos  



Corpo – dádiva divina

Corpo – dádiva divina
            Prece inicial
            Primeiro momento: contar a história As maçãs e as pessoas. Levar maçãs e ir descascando e cortando ao meio, cada uma delas, para exemplificar a história.
As maçãs e as pessoas
            Uma tarde, meu filho chegou em casa, voltando da escola e me perguntou:
            - As pessoas são todas iguais mesmo que sua pele seja de cor diferente?
            Pensei durante um momento, então eu disse:
            - Vou lhe explicar, se você puder esperar por uma parada rápida na mercearia. Tenho algo interessante para mostrá-lo.
            Na mercearia, eu falei que precisávamos comprar maçãs. Fomos à seção de frutas onde compramos algumas maçãs vermelhas, maçãs verdes e maçãs amarelas.
            Em casa, enquanto colocávamos as maçãs na fruteira, eu falei ao Adam:
            - Agora eu posso responder sua pergunta.
            Coloquei uma maçã de cada tipo sobre a mesa: primeiro uma maçã vermelha, seguida por uma maçã verde e então uma maçã amarela. Então olhei para Adam, que estava sentado no outro lado da mesa e falei:
            - Adam, as pessoas são como essas maçãs. Todas têm cores, formas e tamanhos diferentes. Veja, algumas maçãs levaram algumas batidas e estão machucadas.
            Por fora não podemos garantir que estão tão deliciosas quanto as outras.
            Enquanto eu estava falando, Adam estava examinando cada uma delas, cuidadosamente. Então, tomei cada uma das maçãs, as descasquei e recoloquei sobre a mesa, mas em lugares diferentes e perguntei:
            - Tá bom, Adam, diga-me qual é a maçã vermelha, a maçã verde e a maçã amarela.
            E ele disse:
            - Eu não posso falar. Agora elas me parecem todas iguais.
            - Dê uma mordida em cada uma. Veja se isso lhe ajuda a descobrir qual é qual.
            Deu grandes mordidas, e então um sorriso enorme estampou em seu rosto quando me disse:
            - As pessoas são como as maçãs! São todas diferentes, mas do lado de fora. Por dentro são as mesmas.
            - Certo!, concordei. Cada pessoa tem sua própria personalidade, mas são, basicamente, iguais.
            Ele entendeu totalmente. Eu não precisei dizer nem fazer qualquer coisa mais. E agora, quando mordo numa maçã, sinto um sabor um pouco mais doce do que antes.
História retirada do site www.minuto.poetico.nom.br/msg431.php

            Segundo momento: conversar com as crianças, explicando que:
            - Cada pessoa é um ser único, não há outro igual;
            - Cada pessoa tem um nome, é menino ou menina (homem ou mulher);
            - Cada um tem um dia que nasceu e cada um tem uma idade e uma família;
            - Quando nasce uma pessoa, ela ganha um corpo de bebê;
            - Esse corpinho vai crescendo. Assim, cada uma das crianças já foi um bebê e hoje é um menino ou uma menina;
            - Cada parte do corpo tem uma função.
            Terceiro momento: mostrar um cartaz com a figura de um menino/menina, e ir apontando cada parte do corpo e perguntando o que podemos fazer com as mãos, os pés, os olhos, os ouvidos, os braços, a boca.
            Quarto momento - lembrar que:
            - Cada pessoa tem um corpo diferente por fora, mas igual por dentro como as maçãs (temos um coração batendo, pulmões para respirar, estômago para comer, etc);
            - Devemos respeitar as diferenças, não colocar apelidos porque é gordo ou magro, alto ou baixo;
            - O corpo é um presente de Deus nosso Pai e devemos agradecer o presente recebido.
            Quinto momento – atividade.
Atividade 1: distribuir um boneco em forma de menino ou menina e peças de roupas de papel para que os evangelizandos possam colorir.
            Veja as sugestões de bonecos.



           
            Veja sugestões de roupas.





            Atividade 2: distribuir para as crianças um desenho de maçã para que possam pintar.








            Prece de encerramento, agradecendo a Deus o corpo que Ele nos deu.
            Sugestão: Maternal e Jardim.
aula retirada do site www.searainfantil.com.br

A LIGAÇÃO DO HOMEM COM DEUS



OBJETIVOS ESPECÍFICOS PARA O EVANGELIZANDO:
* Dizer o que é a prece.
* Dizer como a prece pode nos ajudar.
* Relacionar os objetivos da prece (louvar, pedir, agradecer).

CONTEÚDO: * “A prece é uma conversa com Deus, um momento de ligação entre criatura e Criador.
* É um recurso que temos para nos comunicar com Deus.
* É um importante “alimento espiritual.”
* Pela prece nos comunicamos com Deus, da mesma forma que nos comunicamos com as pessoas através de vários meios: rádio, televisão, telefone, etc.
* A melhor prece é aquela em que colocamos o nosso melhor sentimento.
* Em todos os momentos de nossa vida, a prece nos auxilia: na alegria, na tristeza, no sofrimento.

ATIVIDADES DO EVANGELIZADOR: * Iniciar a aula mostrando aos evangelizando o telefone, confeccionado conforme o modelo descrito no anexo 1.
* Distribuir o material necessário a cada um dos evangelizando, propondo a montagem do seu próprio telefone. (Anexo 1)
* Como alternativa, pode-se utilizar um telefone previamente confeccionado com copos de iogurte (ver coluna de técnicas e recursos).
* Depois de concluída esta atividade, perguntar-lhes: Para que serve o telefone?
* Deixar que os evangelizando respondam.
* A seguir, falar sobre a comunicação humana (Anexo 2), e a comunicação com Deus. (Anexo 3)
* Convidar a todos para cantarem a música Prece (Anexo 4), solicitando maior atenção na sua letra.

ATIVIDADES DO EVANGELIZANDO: * Observar o modelo de telefone apresentado.
* Montar o telefone a partir do material fornecido pelo evangelizador seguindo as instruções dadas.
* Ouvir e falar ao telefone, no caso da atividade alternativa.
* Responder à questão formulada pelo evangelizador.
* Participar da exposição do evangelizador.

TÉCNICAS E RECURSOS

TÉCNICAS
* Exposição participativa.
* Interrogatório.
Telefone de lata, telefone sem fio...
Não importa o nome! O importante é que é super legal e chama muita a atenção... e o que é mais legal: não precisa gastar dinheiro pra comprar.


Como que faz? Basta pegar latinhas usadas (pomarola, ervilha, leite em pó), lavar com vinagre pra não enferrujar e deixar secar. Depois você pode pintar e decorar como quiser. Se não puder pintar, encape com EVA ou papel, decore, faça um furinho no fundo e passe o cordão!
CONTEÚDO:
* “(...) A prece é um ato de adoração. Orar a Deus é pensar nele; é aproximar-se dele; é pôr-se em comunicação com ele. A três coisas podemos propror-nos por meio da prece: louvar, pedir, agradecer.”

ATIVIDADES DO EVANGELIZADOR:
* Em seguida, propor a realização de um jogo avaliativo. (Anexo 5)
* Pedir a um dos alunos que formule a prece de encerramento, tendo o cuidado de completá-la, discretamente, se o evangelizando não conseguir expressar um pensamento lógico.

ATIVIDADES DO EVANGELIZANDO:

* Participar do jogo com alegria, ordem e responder corretamente às perguntas formuladas.
* Fazer ou ouvir a prece formulada por um colega.

para colorir