terça-feira, 3 de março de 2015

A alma após a morte

  • Prece Inicial
VAMOS PRIMEIRAMENTE CONHECER DIFERENTES MODOS DE VIVER:

NA ÁGUA - NA TERRA - NO PLANO FÍSICO - NO PLANO ESPIRITUAL

Todo ser vivo
Nasce – cresce – reproduz– morre
Uns vivem na água, ou meio aquático, outros vivem na terra ou meio terrestre.

O homem tem além do corpo físico, tem o Espírito 

Depois de viver um tempo há o desencarne. 


O desencarne é a morte do corpo físico 

Corpo físico Mortal – Espírito Imortal


O despertar no plano espiritual...
  
...acontece de acordo com a evolução do espírito

Se formos bons e fizermos nossos deveres, guardamos boas lembranças ficamos felizes.

Se formos maus e deixamos de fazer nossas obrigações, ficamos infelizes e agoniados.
Nós continuamos a pensar e sentir e nos apresentamos com o perispírito, que é o nosso corpo espiritual

         Por que Godofredo morreu? Foi descuidado, dirigiu em alta velocidade.
         Era a hora de ele morrer? Provavelmente não, o acidente aconteceu por irresponsabilidade dele.
         Como a esposa e o filho viram Godofredo, se ele tinha morrido? Eram médiuns e viram Godofredo em espírito. Mas eles não vão ficar vendo Godofredo o tempo todo, viram ele porque havia um motivo, talvez ele precisasse de preces, de auxílio, por estar perturbado.
         A mulher e o filho eram espíritas? Provavelmente não. Não precisa ser espírita para ver espíritos, há médiuns em todas as religiões e também entre as pessoas que não têm religião. Mãe e filho desmaiaram porque não entenderam o que estava acontecendo.
         Será que Godofredo se deu conta que tinha morrido? Não. Ele estava perturbado, sem saber o que fazer e o que tinha acontecido. Muitas pessoas, como Godofredo, ao desencarnarem não se dão conta que o corpo físico morreu e que o espírito continua vivo e por isso procuram o lar, a família e as coisas materiais que deixaram, desejando seguir normalmente a sua antiga vida material.
         Godofredo mudou depois que seu corpo morreu? Não, ele continuou gostando das mesmas coisas, continuou pensando e se preocupando com o que pensava e se preocupava antes de se desligar do corpo físico. Não ficou nem melhor, nem pior, apenas o mesmo Godofredo, porém sem o seu antigo corpo físico. Por isso ele dizia: - Eu continuo o mesmo Godofredo de sempre! (último desenho).
         O que vai acontecer com Godofredo? Como as mudanças de consciência e de percepção da nova realidade espiritual são graduais e lentas, provavelmente Godofredo ainda vai ficar algum tempo desorientado, tentando viver a vida que tinha antes de desencarnar, até perceber que seu corpo físico morreu e que ele se encontra no Mundo Espiritual. Quando se der conta de sua nova realidade espiritual, ele poderá reavaliar suas atitudes e buscar auxílio espiritual através de uma prece sincera. E com certeza Godofredo será auxiliado pelo seu Espírito Protetor e pelos amigos espirituais, pois Deus não desampara nenhum de seus filhos. Por isso são muito importante as nossas preces.
                 É isso que sempre acontece quando alguém desencarna? Não. A realidade da vida espiritual é diferente para cada pessoa, de acordo com a vida que levou na Terra;
         Se tiver merecimento, o espírito pode acordar em uma colônia espiritual ou um hospital, para se recuperar e se adaptar ao mundo dos espíritos;
         Pode despertar em um lugar de sofrimento se cometeu suicídio, ou se foi uma pessoa que prejudicou os outros, ou que só pensou em si mesma (egoísta);
         Se foi uma pessoa boa, que ajudou os outros e procurou desenvolver boas qualidades, pode ser recebida por seus amigos que já desencarnaram ou por amigos de outras reencarnações e irá para um lugar legal, onde continuará estudando e evoluindo. 

                 O que é sintonia? Dizemos que há sintonia quando duas pessoas pensam e agem da mesma maneira, tem os mesmos gostos. É como quando tem uma apresentação de uma banda. Quem vai? Todos os que gostam daquele tipo de música. Pode-se citar como exemplo, também, os nossos amigos, nos relacionamos melhor com aquelas pessoas que tem os mesmos gostos e objetivos que nós. Nossa sintonia espiritual é que vai determinar o local e como vamos nos sentir depois da morte do corpo físico. Os lugares no Mundo Espiritual são de acordo com a sintonia. Nos lugares de sofrimento reúnem-se espíritos que cultivaram o mesmo tipo de valores (egoísmo, mentira, desonestidade, maldade). Nos lugares felizes, reúnem-se espíritos que indagar o que desejam levar desta vida. Conduzir o diálogo para que eles concluam que não vamos levar nada de material (casa, carro, brinquedos, roupas), mas levaremos as boas ações, os bons pensamentos, e as virtudes que conquistarmos, todo o bem que pudermos fazer (amor, paciência, calma, perdão, honestidade, obediência, caridade, amizade). Comentar que não levaremos os livros, mas levaremos o conhecimento adquirido, e que nossos familiares e amigos não irão conosco quando desencarnarmos, mas levaremos o carinho, a amizade e o amor que cultivamos. Anotar as respostas no quadro.

         OBS.: levaremos também as coisas erradas que fizermos e os pensamentos e sentimentos negativos: o ódio, a vingança, a preguiça, a fofoca. E por isso devemos evitar que eles estejam presentes em nossa vida. Procuremos desenvolver as nossas virtudes, através da prática do bem.
  • Prece de encerramento.
ATIVIDADE
Fonte - Brincando e Aprendendo o espiritismo - Volume 1

A entrada de Jesus em Jerusalém - Dupla vista

  • Prece Inicial 
  • Em uma caixa colocaremos vários objetos ( pente – lápis – tesoura - chave). Pedir para o evangelizando fechar os olhos e tentar descobrir o que é, apalpando cuidadosamente.
Neste caso foi usado o TATO em vez da VISÃO e mesmo assim conseguiram reconhecer alguns objetos. 

Vamos ver através desta história como se pode ver de outra maneira. 

Jesus estava num lugar chamado Betfagé, perto do Monte das Oliveiras.
Pediu a dois discípulos que fossem à uma aldeia próxima e trouxessem uma jumenta e um jumentinho, que estariam amarrados. E se alguém perguntasse alguma coisa, deveriam responder:
-" O Senhor precisa deles".
E assim o fizeram.
Cobriram a jumenta com suas vestes e o fizeram montar.
Este fato, já havia sito previsto muito tempo antes da vinda de Jesus pelo profeta Zacarias que assim escreveu:

Como Jesus poderia saber da jumenta e do jumentinho, se estava tão longe dos animais?

Jesus possuía um poder chamado "Dupla vista", que possibilita enxergar longe ou onde ninguém consegue ver, também chamado de CLARIVIDÊNCIA.
JESUS
"Lia" o pensamento
"Sabia" onde estava a doença.
Ele "via" os peixes no mar.

O poder de Jesus vinha de sua perfeição e bondade.
Assim como Jesus, há pessoas com Dupla Vista. Umas usam essa capacidade para ajudar as pessoas gratuitamente. Há outras que finge usá-la porque têm más intenções, ou enganam para ganhar dinheiro. É preciso ter cuidado para não ser confundido por charlatães.

DUPLA VISTA – significa enxergar com os olhos da alma. A alma é nosso espírito encarnado, enxerga coisas que os nossos olhos físicos não podem ver, como por exemplo, os médiuns videntes, que vêem Espíritos.
DUPLA VISTA – significa que eles podem ver com os olhos do corpo físico e também com os olhos da alma, por isso é dupla, ou seja, podem enxergar de duas maneiras.
Jesus podia ver coisas, animais e pessoas que estavam longe, o tipo de doença que possuíam as pessoas que lhe pediam ajuda, podia ler pensamentos e até adivinhar coisas que iriam acontecer. Isso tudo por ser um espírito evoluído.
Certas pessoas possuem esse "dom" e utilizam-se deste para ganhar dinheiro, com adivinhações, como cartomantes, videntes, ciganos, estes não são exatamente espíritos evoluídos. Nós sabemos que os dons que Deus nos deu são para ajudar nosso próximo, não é correto cobrar para fazermos uso deles, isso demonstra que estas pessoas ainda não sabem utilizar o dom recebido de Deus, sendo assim ainda não são evoluídos.

ATIVIDADES
Fonte - Brincando e Aprendendo o Espiritismo - vol.1 Cap15

O paralítico da piscina de Betsaida

  • Prece Inicial
Contar a História : 

No tempo de Jesus, eram construídos tanques de pedra, como piscina, para armazenar água que vinha de fontes ou de chuvas.
Nas proximidades de Jerusalém, havia uma piscina bem conhecida, chamada Betsaida. Em certas épocas do ano suas águas se movimentam e os judeus acreditavam ser a mão de um anjo que as movia. Muitos doentes, paralíticos, coxos, para lá iam com esperanças de cura. Diziam que se uma pessoa entrasse nela, assim que as águas se movimentassem, seriam curadas. Nesse lugar, Jesus curou um paralítico.

Era sábado, Um homem que há 38 anos era paralítico estava deitado próximo à piscina. Jesus chegando perto dele perguntou:
-"Queres ficar curado?"
- Não tenho ninguém para me ajudar a entrar na piscina. Demoro para chegar até lá e quando chego, outro já desceu antes de mim.
-"Levanta-te, toma teu leito e vai-te".
Na mesma hora saiu andando, carregando seu leito. Os judeus o repreenderam por ser curado e por transportar o leito em dia de sábado. Era um dia que não faziam nada.
" No mesmo dia, torna a encontrar-se com Jesus no Templo; Jesus lhe fala:
-"Vês que foste curado, não tornes a pecar para que não te sucedam ainda coisas piores".
" Os judeus repreenderam Jesus, porque ele havia curado em dia de sábado".
E Jesus lhes respondeu:
- " O meu pai não cessa de trabalhar até hoje e eu trabalho também incessantemente".

Na verdade o que Jesus fez, foi movimentar as energias, chamadas fluidos, com o seu poder de fazer o bem e retirar a doença das pernas do paralítico.
Substituindo o que estava doente e impedia o movimento das pernas por saúde ou normalidade. Foi a Cura instantânea. Para que Jesus pudesse realizar essa cura, houve muita fé do paralítico e também merecimento. Jesus também aconselhou o paralítico que não fizesse maldades e que amasse o seu próximo. A medicina hoje tem aparelhos que fazem coisas parecidas, como por exemplo, raio laser, radioterapia, etc. Nesse caso tratamentos, não há a eficiência do poder de Jesus.

Técnica do boneco - levar um boneco feito de papel, com um furo no meio; linha; lã. Passar a linha pelo furo, prender em duas extremidades, de maneira que o fio fique bem esticado. Esfregar a caneta de plástico várias vezes no cabelo ou em um pedaço de lã e aproximá-la do boneco, fazendo com que ele se mexa (com a ação da energia).
         
 Perguntar: se eles sabem o que fez o boneco mexer.
     
Todos possuímos energias que se originam nos pensamentos, sentimentos e atitudes; essas energias podem ser positivas ou negativas. Pedir que os evangelizandos citem exemplos de pensamentos e atitudes e suas conseqüências.

EXEMPLOS: ser amigo, perdoar, prece - salientar a grande força de energia das preces feitas com o coração. Nesse momento o evangelizador poderá pedir que as crianças peguem nas mãos umas das outras ou se abracem, explicando que o carinho é uma forma de energia.

Jesus se utilizava de energia para curar.

Mulher encurvada
O paralítico da piscina de Betsaida
Mulher hemorroíssa
A cura do leproso
O cego de Jericó
A filha de Jairo.

Jesus conhecia a energia que vinha das pessoas; ele só emitia bons fluidos e com eles ajudava muitas pessoas e curava doentes. As pessoas achavam que Jesus fazia milagres. Milagres são acontecimentos que vão contra a Lei de Deus e que não conseguimos explicar. Jesus não fez milagres. Ele curava as pessoas usando energia e muito amor. As pessoas para serem curadas tinham que ter fé e merecimento. Por isso Jesus dizia: "Se tiveres fé" ou "A tua fé te salvou". Jesus curava pelo olhar, através de palavras, à distância, impondo as mãos.
           

Atividade de classe: 
Pedir para cada um fazer um pedido. E colar este pedido na geladeira, e pedir com muita fé, ou seja, transmitir bons pensamentos, energias positivas. 
A atividade é para a criança perceber que ela possui muitas energias positivas e que pode transmití-las aos outros. 

ATIVIDADE


  • Prece de encerramento
Fonte: Brincando e Aprendendo o Espiritismo Volume 1 - Cap.10
Site "Seara do Mestre" - Curas de Jesus